Falta milho

24.07.2012

 

Medidas emergenciais para garantir o suprimento de milho ao parque agroindustrial catarinense foram reivindicadas ao mi­nistro Mendes Ribeiro Filho, da Agricultura, pelas principais entidades de representação do setor – a Associação Catarinense de Avi­cultura (ACAV) e o Sindicato das Indústrias da Carne e Derivados de Santa Catarina (Sindicarne). As entidades mostraram que Santa Cata­rina é grande produtor de carnes de frango e de suínos, e que o modelo integrado à agroindústria é responsável por cerca de 40 mil empregos diretos e pela atividade de cerca de 17 mil produtores catarinenses. O presidente do Sindicarne, Clever Pirola Ávila, enfatizou que o principal insumo para este segmento é a ração, formada em 70% por milho e em 30% por soja. Como a produção catarinense dos grãos é insuficiente, é necessária a compra em outras regiões, incidindo custos de transportes, logística e tributação. A ACAV e o Sindicarne pediram a intervenção do Ministério da Agricultura para adotar medidas urgentes de apoio ao setor de suínos e aves. Entre elas, a criação de um programa de subsídio no frete para transporte de grãos importados dos outros estados.

Segurança modernizada

O comandante da PM-SC, Nazareno Marci­neiro, aproveitou a realização, em São Paulo, da “12ª Feira Internacional de Tecnologia, Ser­viços e Produtos para Segurança Pública” para reunir o Conselho Nacional dos Comandantes Gerais e Corpo de Bombeiros (CNGC), cuja presidência assumiu em abril. Em sua pales­tra, lembrou que a sociedade brasileira espera ações concretas das PMs e que o CNCG tem obrigação de não causar desapontamentos. “Para isso, é preciso que haja grandes avanços de nossa parte. Um deles, talvez o mais im­portante, é modernizar o trabalho.”

Poder Executivo

O Poder Executivo estadual divulgará nos próximos dias a remuneração no­minal dos servidores públicos no Portal da Transparência (www.transparencia.sc.gov.br), na área “Gasto Público”. Os técnicos da Secretaria da Fazenda es­tão ajustando os últimos detalhes para a divulgação. A consulta será feita por órgãos e cargos. O cidadão que quiser consultar a remuneração encontrará in­formações como o valor bruto, verbas indenizatórias, 13º salário, férias, dedu­ções obrigatórias (previdência e impos­to de renda), além do valor líquido rece­bido pelo servidor público, tanto efetivo quanto comissionado.

Otimismo

O Governador Raimundo Co­lombo recebeu informações otimistas para a economia catarinense dos diretores do BRDE, Neuto de Conto e Renato Vianna, em reunião realizada no Centro Adminis­trativo. Os diretores detalharam análises de projetos do Programa de Desenvolvi­mento Comunitário (Prodec), que tem o BRDE como agente financeiro do Estado, confirmando novos investimentos em andamento, como os da GM, em Joinvile, e da Randon. O Banco também está con­cluindo financiamentos superiores a R$ 120 milhões para o setor da indústria de alimentos do Oeste catarinense.

Pacto

O Colombo agendou nova reunião, desta vez com a participação do secre­tário da Fazenda, Nelson Serpa, e do presidente da Fatma e coordenador do Pacto por SC, Murilo Flores, para ulti­mar os detalhes necessários. Neuto de Conto, diretor de Operações do BRDE, falou da “disposição dos empresários catarinenses para investir na econo­mia”. No primeiro semestre, o BRDE contratou mais de R$ 300 milhões em financiamentos para empreendimentos em Santa Catarina.

SC Saúde

O plano dos servidores pú­blicos estaduais assinou contrato com o Hospital Baía Sul, de Florianópolis, um dos maiores complexos médicos e de saúde do Estado, com Pronto Aten­dimento 24 horas, exames de diagnós­tico por imagem, exames laboratoriais, internações clínicas ou cirúrgicas e UTI. O contrato entra em vigor no dia 1º de agosto. Agora o SC Saúde soma 5.400 prestadores de serviço.

Emprego

A criação de empregos formais no Brasil teve queda de 25,9% no primeiro semes­tre de 2012 em comparação com 2011. Ou seja, cerca de 360 mil vagas deixaram de ser abertas no mercado de trabalho. Os dados foram divulgados, ontem, pelo Mi­nistério do Trabalho e Emprego. Apesar da redução, Santa Catarina conseguiu apresentar um comportamento positivo. O estado apresentou o maior volume criação de vagas entre as unidades da fe­deração: 57,5 mil novas colocações.

Recuperação

Um levantamento feito pela IPM Software de Gestão Pública ao lon­go do primeiro semestre de 2012 apontou um crescimento de aproximadamente 100% na emissão de notas fiscais eletrôni­cas de serviço por empresas de 28 muni­cípios catarinenses. O aumento se deve às facilidades do serviço, que elimina a necessidade de impressão de notas e per­mite o envio por e-mail. Além disso, as prefeituras passam a ter maior controle fiscal, diminuindo a sonegação.

Andréa Leonora (Colaborou: Camila Latrova)

Florianópolis, 24 de julho de 2012

Últimas Colunas [Pelo Estado]

Visualizar todos