Entrevista com o diretor de Marketing do Beto Carrero World, Vitor Bauab

26.08.2013

“Estamos a todo vapor e vamos ter uma excelente temporada”

Há apenas oito meses ele é diretor de Marketing, Vendas e Novos Negócios do maior parque temático da América Latina, o Beto Carrero World, instalado no município de Penha, litoral Norte de Santa Catarina. E já colhe os resultados positivos de um trabalho intenso de prospecção de visitantes de outros estados, ação que se amplia a partir desta segunda-feira com o início de um tour pelas capitais do Mercosul. Bauab parece ter turismo nas veias. Revelou que começou como guia turístico, ainda menor de idade, e que por isso conheceu o parque em seus primeiros anos de existência. “Desde 1994 eu não vinha ao parque e tive um impacto. Percebi que estava diante de um outro mundo”, comentou durante entrevista exclusiva à rede CNR-SC/ADI-SC/Central de Diários. Paulista, administrador de empresas, pós-graduado em Planejamento Estratégico Empresarial, ele foi diretor da CVC, atuou na parte comercial da TAM Viagens, com passagens ainda pelo Grupo Transamérica (Resort Ilha de Comandatuba, Bahia) e na Companhia Thermas do Rio Quente (Pousada Rio Quente Resort, Goiás). E já assumiu o espírito do parque, como prova o Betinho Carrero que se orgulha em ostentar em seu escritório.

 

[PeloEstado] - Como estão os preparativos para a temporada de férias de final de ano?

Vitor Bauab - Preciso começar fazendo um registro: 2013 está sendo o melhor ano da história de 21 anos do Beto Carrero World. Em janeiro, passamos por um processo de mudanças. Reestruturamos o contato direto com os clientes, mudamos um pouco a Comunicação e o Marketing, criamos uma campanha nova, que está fazendo grande sucesso, cujo mote é “Beto Carrero, muito mais que um parque”. De fato, hoje não somos somente um parque de diversões, mas um centro de entretenimento que tem parque de diversões, experiência, shows em nível de Broadway, zoológico, grandes eventos. Para você ter uma ideia, somos o único parque da América que tem helicóptero. Nem a Disney oferece isso aos seus visitantes. Realmente o Beto Carrero World vai muito além de ser apenas um parque. Também começamos a trabalhar mercados que não trabalhávamos já há algum tempo. Mudamos o plano de crescimento.

 

[PE] - Que mercados?

VB - O Beto Carrero era muito consolidado em Santa Catarina. Os mercados do Paraná e Rio Grande do Sul, aqui do lado, eram trabalhados, mas não como deveria. E estávamos fracos no eixo São Paulo para cima. Então, começamos a comprar mídia nas demais regiões do país e estamos ocupando espaços no horário nobre, com resultados perceptíveis. No início do ano, 68% do público do empreendimento era de Santa Catarina e hoje esse índice baixou para 48%, porque houve uma maior participação de visitantes de outras regiões. Tivemos um crescimento considerável de visitantes vindos do Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e até de estados do Nordeste brasileiro. Mas é um trabalho lento, em que você planta hoje e colhe numa escala maior a partir do ano que vem. Em meados de setembro vamos lançar as tarifas para todo o ano de 2014, permitindo que as pessoas se programem. Estamos a todo vapor e vamos ter uma excelente temporada!

 

[PE] - Já é possível medir os resultados?

VB - Sim. Em termos de receita, o incremento foi de 25%. Não posso divulgar dados de receita, mas quanto ao público, posso falar que no final de julho ultrapassamos a marca de 1 milhão de visitantes, 23% mais que o período de janeiro a julho de 2012. Se atingirmos nossa meta de atrair 2 milhões de pessoas até 31 de dezembro, teremos um crescimento de quase 35% em 2013 sobre 2012. Outro destaque é que entre os meses de verão e o trimestre de abril a junho, a queda de público era de 30% a 40%. Em 2013 essa oscilação ficou em apenas 15%.

 

[PE] - Muito a comemorar...

VB - Somos privilegiados de poder divulgar esses números. Hoje existem empresas que estão mandando funcionários embora, amargaram um primeiro semestre ruim, estão divulgando prejuízos. E nós estamos estourando champagne para comemorar um crescimento de 23% de público e de 25% de receita, frutos de um bom trabalho e do excelente momento que o parque vive.

 

[PE] - Há planos de expansão para outros estados?

VB - Temos um projeto de expansão para ter escritórios no Nordeste, no Norte e no Centroeste. Estamos reativando a Casa do Beto Carrero em São Paulo para ser o escritório do Sudeste, já temos um escritório em Curitiba para atender o estado do Paraná e logo vamos abrir um escritório no Rio Grande do Sul. São locais de suporte para agentes de viagens e operadoras.

 

[PE] - E o Mercosul?

VB - Na segunda-feira (26) vamos iniciar um tour pelas capitais do Mercosul, levando workshop e fazendo ações pontuais com operadores de turismo. E vamos participar da Feira Internacional de Turismo da América Latina (FIT), marcada para setembro, na Argentina. Estamos bem focados no Mercosul, o próximo mercado no qual vamos intensificar nossas ações de Marketing. A meta é incrementar em 20% a participação de visitantes do Mercosul no próximo ano.

 

[PE] - O que haverá de novidades para as atrações ligadas ao cinema?

VB - Em maio, lançamos a atração Velozes e Furiosos (Universal Studios) e temos previsão para lançar, até o final do ano, a área temática de Madagascar. Em 2014 será a vez da área temática do Shrek (ambos da DreamWorks). Os personagens, inclusive o Po, do Kung Fu Panda, já estão no parque e têm horários pontuais para que os visitantes possam fazer fotos. Foi um grande gancho porque nos trouxe um novo produto. A parceria está indo muito bem, obrigado! Quando a DreamWorks, por exemplo, lançar qualquer atração, personagem ou filme, a nossa ideia é que possamos trazer para o parque. É uma possibilidade, mas não existe nada negociado ainda.

 

[PE] - Há planos de abrir parques em outros estados?

VB - Não. Nós entendemos queaqui é o mundo do Beto Carrero. Quem quiser conhecer o mundo do Beto Carrero vai ter que vir para o município de Penha, vai ter que vir para Santa Catarina. Recentemente nós inauguramos a Cidade do Beto Carrero, uma instalação itinerante. É a cerejinha do bolo. Rodamos o Brasil com ela para falar gostou da cidade? Então, agora vá lá no mundo.

 

[PE] - Como funciona essa cidade?

VB - É uma instalação modular, que pode variar de 200 a 1 milhão de metros quadrados. Temos uma carreta, de 15 por 8 metros, 100% de vidro na parte de exposição. É a única carreta do Brasil, e talvez do mundo, com essa característica. Ela tem um centro de treinamento climatizado para 30 pessoas, sala de cinema, pontos de atendimento com wi-fi, lounge para pequenas recepções, cozinha equipada, elevador para cadeirantes, dois simuladores de Fórmula-1, espaço kids e um pórtico, que é o nosso castelo. Com esse equipamento, tanto podemos promover ações sociais com estudantes das cidades onde pararmos quanto treinar agentes de viagem da região, ao mesmo tempo em que promovemos o parque para o público em geral.

 

[PE] - Quem está no comando dos empreendimentos Beto Carrero?

VB - A Família Murad. O Alex Murad, filho do Beto Carrero (Sérgio Murad, criador do parque, falecido em 2008), é o nosso presidente e existe uma diretoria colegiada, da qual faço parte.

 

 

Andréa Leonora e Nícola Martins

Florianópolis, 26 de agosto de 2013.

Visualizar todos