Chapecó: 4 dias, R$ 80 milhões em negócios

11.07.2012

 

 
Chapecó - Chegando ao Parque de Exposições Tancredo Neves o barulho das máquinas fervilha no Pavilhão 4: é a economia girando. Até o dia 13, a Feira Metalmecânica, Corte e Conformação deve gerar R$ 80 milhões em negócios. São 62 expositores de todo o Brasil unidos em Chapecó para apresentar equipamentos de ponta além de novidades dos segmentos de metalmecânica, automação industrial, metalúrgica, eletroeletrônica, medição e controle, agroindústria, alimentação, madeireiro, autopeças, telecomunicações, calçadista, brinquedos, implementos agrícolas, geração de energia e borracha.
 
A feira, que conta com o apoio da prefeitura, Socioeste, Convention Bureau, Ajorpeme e Bolsa de Negócios e Subcontratação do Estado, iniciou ontem, dia 10, e contou com a presença de diversas autoridades, como o prefeito José Claudio Caramori, “desejamos que todos façam excelentes negócios. Aqui há um governo que incentiva empreendedores, e todos são bem-vindos”, disse o prefeito na solenidade de abertura, pouco antes de visitar os estandes.
 
Novidades
 
Entre tantas novidades, novas tecnologias chamam a atenção. A empresa CEA Brasil, de São Carlos, interior paulista, está confiante no volume de negócios gerados no evento. O diretor da empresa, Luiz Giudicissi Neto conta que, neste ano, serras de ponta e equipamentos de solda multi função merecem destaque. “Temos uma serra cuja principal diferencial é a alimentação automática. Por exemplo, pode-se cortar uma quantidade ‘x’ de peças com o mesmo formato e tamanho”, explica o diretor. Ele salienta que o equipamento está dentro das normas de segurança europeia.
 
Outra empresa de Piracicaba, também de São Paulo, chamou a atenção dos visitantes não só pelo alto barulho ou pelas faíscas que salpicavam o carpete. “Esta é uma máquina de corte plasma, que pode cortar camadas finas ou grossas com rapidez e precisão”, explicou o expositor enquanto retirava uma peça de metal em formato de piranha. “Pode ser feito qualquer desenho, basta fazer o projeto no Auto Cad”, diz.
 
Objetivos
 
Com tantas novidades, a expectativa da organização é receber, nos quatro dias de evento, 15 mil visitantes. Entre os objetivos da feira, contribuir para a atualização tecnológica e o crescimento das empresas do setor eletro-metalmecânico e integrar indústrias e fornecedores. Também possui como finalidades possibilitar o intercâmbio, o aperfeiçoamento profissional e o acesso às inovações tecnológicas, através de um evento realizado na própria região Oeste, onde o setor eletrometalmecânico é um dos mais desenvolvidos do Estado.
 
A feira ocorre das 14 às 21 horas e a visitação é gratuita mediante credenciamento antecipado através do site www.eurofeiras.com.br ou na secretaria do evento. Não é permitida a entrada de menores de 16 anos.
 
Edições anteriores
 
O evento substitui a Metalplast – Feira de Metalmecânica e Plásticos, que teve quatro edições realizadas. A primeira ocorreu 20 a 22 de maio de 2004, a segunda de 19 a 21 de maio de 2005, a terceira de 18 a 20 de junho de 2008 e a quarta edição de 16 a 19 de junho de 2010.
 
 
Visualizar todos