Santa Catarina sai na frente no Proinveste

22.11.2012

 

Andréa Leonora

Central de Diários/ADI-SC/CNR-SC

Florianópolis -Santa Catarina foi o primeiro estado do país a assinar, com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), contrato de financiamento no âmbito do Proinveste, criado em julho deste ano pela presidente Dilma Rousseff para ampliar a capacidade de investimentos por parte dos estados. De acordo com o governador Raimundo Colombo, que ao sair do ato de assinatura, ontem, no Rio de Janeiro, falou com a reportagem da Central de Diários/ADI-SC, isso só foi possível porque o Estado cumpriu todos os trâmites na apresentação de projetos. “Na sexta-feira liguei para o BNDES e fiz um apelo para que liberassem os recursos. Hoje (quarta-feira/21) eles me ligaram perguntando se eu poderia estar lá no final da tarde para assinar o contrato. Lógico que sim! São valores fundamentais para obras nas áreas de Infraestrutura, Educação, Saúde, Segurança e Prevenção de Desastres”, disse Colombo.

O valor total de investimentos é de R$ 611 milhões, sendo que R$ 512,5 milhões são provenientes do BNDES. A verba será usada na implementação do plano de investimentos do Estado no período 2012/2015, o programa “Caminhos do Desenvolvimento”. Entretanto, R$ 100 milhões serão liberados imediatamente, para aplicação ainda esse ano.

O governador destacou que, só na Educação, 170 escolas, em diferentes regiões do estado, receberão investimentos em reformas, ampliação e modernização. “Parte do dinheiro vai direto para a Segurança. Temos que construir a Penitenciária de Imaruí e precisamos de mais viaturas para reforçar o setor”, avaliou. Recuperação da Ponte Hercílio Luz e conclusão do Centro de Eventos de Canasvieiras, ambos na Capital, receberão parte dos recursos.

Ele adiantou que ao final do encontro, em conversa rápida com o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, ficou acertado que mais R$ 3 bilhões serão repassados pelo banco para Santa Catarina em dezembro. O valor é referente à compensação pelas perdas da Resolução do Senado nº 13, que alterou as regras de ICMS para operações interestaduais com produtos importados.   

Veja tabela abaixo: Quadro de Investimentos 

Visualizar todos