SCGás investirá R$ 12 milhões na quarta etapa do Projeto Serra Catarinense

06.06.2019

Próxima fase deve começar em agosto, para implantação de 22 quilômetros de rede de distribuição de Trombudo Central a Pouso Redondo

 

 

A Companhia de Gás de Santa Catarina (SCGás) deu início, em maio, às obras da primeira fase da quarta etapa do Serra Catarinense, um dos maiores projetos de ampliação da infraestrutura de distribuição de gás natural em execução no Brasil. Ao todo serão implantados 12 quilômetros de gasodutos - do trevo de acesso de Laurentino ao trevo de acesso de Trombudo Central. Os investimentos direcionados para o trecho são de cerca de R$ 12 milhões, com previsão de conclusão ainda neste ano.

Os trabalhos são realizados entre os quilômetros 150 e 162, às margens da BR-470. Isso exige reforço na sinalização por parte da companhia, chamando a atenção para a execução das obras e orientando os motoristas a trafegarem com ainda mais atenção para garantir a segurança no local.

Já em agosto, a SCGás planeja dar início à fase subsequente, que consiste na implantação de 22 quilômetros de rede de distribuição, agora de Trombudo Central a Pouso Redondo. O contrato já está assinado e a expectativa é que as obras desse trecho estejam finalizadas em 2020. O gasoduto estruturante atende clientes industriais e postos de GNV ao longo da BR-470 e possibilitará a saturação de novos clientes futuramente na região.

 

[caption id="attachment_156276" align="alignnone" width="497"] “O gás natural tem se mostrado indispensável no aumento da competitividade e produtividade empresarial, na geração de emprego e renda e, consequentemente, para o desenvolvimento econômico dos municípios catarinenses”, pondera o presidente da SCGÁS, Willian Anderson Lehmkuhl | Foto: Andréa Leonora/CNR-SC[/caption]

 

Projeto Serra Catarinense

 

 

Idealizado para promover a interiorização e democratização da oferta do gás natural em Santa Catarina, o Serra Catarinense começou a ser executado em 2012. A primeira etapa contemplou os municípios de Indaial e Ascurra, enquanto a segunda seguiu até Ibirama. Na terceira etapa, finalizada em 2016, a implantação dos gasodutos avançou até a cidade de Rio do Sul. Agora o projeto segue em direção ao planalto serrano – a fase final levará a rede de distribuição até o município de Lages.

 

Projeto Estruturante de Lages

 

 

Lançado em 2017, o  é o primeiro projeto de rede isolada de gás natural de Santa Catarina. A partir dessa iniciativa a SCGás pretende antecipar o atendimento do gás natural à região da Serra Catarinense, que dispõe, atualmente, apenas do Gás Natural Veicular (GNV). Com isso, abre e prepara o mercado para a futura chegada do gasoduto.

Estimativa de mercado identificou potencial de atendimento inicial a, pelo menos, 649 consumidores: três indústrias, 167 estabelecimentos comerciais, 476 unidades residenciais e três postos de combustíveis.

Pioneiro no Sul do Brasil, o Projeto Estruturante de Lages é inspirado no modelo de atendimento de gás natural de algumas regiões de Portugal, na Europa, e em modelos já implantados no Estado do Rio de Janeiro, na Região Sudeste do Brasil.

Inicialmente, a rede deverá receber aproximadamente 180 mil m³ de gás natural por mês. A obra deve ser totalmente concluída em 2020. Segundo o Plano Plurianual de Negócios da SCGás 2014-2018, cidades do Planalto Norte catarinense devem ser contempladas com projetos semelhantes.

 

 

(Da Assessoria, com edição | Fotos: Divulgação SCGás)

Visualizar todos