Todos contra o distritão

17.08.2017

A proposta do distritão está tendo uma consequência interessante: rivais políticos históricos, PSDB e PT concordam que a solução está longe de ser a ideal. O deputado estadual Serafim Venzon (PSDB) disse estar decepcionado com o trabalho da Comissão Especial da Reforma Política, da Câmara dos Deputados, uma vez que a reforma proposta não leva à redução de gastos. “Vamos depender muito mais do marqueteiro do que da nossa capacidade de interação”, reclamou Venzon. O parlamentar sugere que seja proibida a produção dos programas eleitorais. Odeputado federal Pedro Uczai (PT-SC) também critica o distritão e classificou como “retrocessos” algumas das mudanças propostas pela Comissão da Reforma Política. Para ele, o distritão impõe dois grandes riscos: fortalecerá o perssonalismo e enfraquecerá as estruturas partidárias. “O Parlamento pode ser transformado em pequenas instituições individuais.” Pelo distritão, o voto é dado apenas nos candidatos, sem reflexos sobre os partidos.

Visualizar todos